A história de fabrico de um smartphone de alta gama.

  

2017 significou muito para a marca ELEPHONE. A marca foi finalmente financiada do governo, o que permitiu um investimento para produzir um smartphone que sempre quiseram. Também houve financiamento para adquirir um chipset de alta gama, o que significou bastante para a empresa. Entrevistámos o CEO Mr JI. – Ele disse que sonhava que a empresa pudesse fabricar um smartphone que seria basicamente um ecrã. E assim foi. Este é o Elephone U e U Pro.

 

 

Design

 

 

Acerca do design do Elephone U e U Pro: existiam vários esquemas, desde a barra do iPhone X até aos ecrãs sem tripla borda. Escolhemos este último. A razão é de que este tipo de fullscreen consegue atingir uma experiência imersiva de ambos os lados, e se as bordas do topo e do fundo do ecrã fore mais reduzidas, conseguimos ter uma experiência ainda mais única. Para satisfazer o tamanho do ecrã, o sensor de impressão digital foi colocado atrás do smartphone, numa posição ergonómica, a 1/3 do corpo do telemóvel. O vidro traseiro, como é tradição da ELEPHONE, foi desenhado como uma obra de arte, e não como um simples “objeto”. O vidro traseiro é do tipo lumia, em que reflete um lindo raio de luz quando visto sobre a luz do sol. A equipa de designers escolheram quatro cores para realçar o efeito ainda mais: vermelho, azul, cinza e preto.

Esta é a primeira cor do smartphone. Os designers deixaram de usar esta cor, porque existe falta de elegância e senso artístico. Por fim, decidiram utilizar uma cor mais escura para realçar o vidro traseiro como uma espécie de gema.

 

 

Ecrã

 

 

O ecrã do ELEPHONE U e U Pro é um ecrã curvo AMOLED, onde se criam vários elementos, e que permite ao ecrã ser moldado consoante a utilização. Em baixo está uma fotografia da utilização do ecrã:

O ecrã é fabricado pela BOE, a segunda maior empresa no fabrico de ecrãs flexíveis após a Samsung. O ecrã curvo da BOE é um ecrã AMOLED, o que proporciona maior clareza e detalhe que um ecrã LCD. No processo de escolha, a marca BOE é a mais cara. Mas cara é sinónimo de alta qualidade. O ratio de 18:9 já é uma tendência agora, o que é mais útil para o uso do smartphone com uma mão apenas. O espaço entre o ecrã e a estrutura do aparelho é de apenas 6.5mm, o que é muito interessante e pode proporcionar a melhor experiência ao consumidor. O ecrã curvo é também tatil nas bordas, o que permite maior alcance. Para proteger o ecrã, os designers escolheram utilizar Corning Gorilla Glass 5.

 

 

 

Hardware & Software

 

 

Acerca da escolha do CPU, a ELEPHONE decidiu escolher o Qualcomm Snapdragon 660 para a sua primeira entrada na plataforma da Qualcomm. O Snapdragon 660 é um dos mais elogiados para a Qualcomm. A sua performance é estável e possui uma rápida velocidade. Foi por isso que escolhemos o Snapdragon 660 para o Elephone U Pro. No Elephone U, com a escola do MediaTek P23, enquanto o preço é reduzido, o telemóvel continua a ser uma excelente escolha e com rápida performance. No software, a Elephone está numa parceria com a ArcSoft, a maior empresa de algoritmos de camerâs de sempre. O efeito bokeh pode ser atingido com uma apertura de F0.8. O U e U Pro são baseados no novo Android 8.0, uma escolha inteligente e que ainda está a ser desenvolvida a correção de bugs e optimização do sistema, até à semana final onde vai ser lançado o telemóvel.

 

Produzir um telemóvel de alta gama não é fácil. Só há algumas marcas que conseguem ir pelo caminho mais difícil. A ELEPHONE é uma marca que tem coragem para enfrentar desafios e dificuldades.

 

 

Follow our official social media to learn more latest information: